Em seu discurso, o Embaixador de Sua Majestade o Rei, S.E. Sra Karima Benyaich, falando na qualidade de decana do Grupo dos Embaixadores Africanos salientou que a África está posicionada como "o continente do futuro" por sua enorme riqueza e potencial humano. "Além de ser o continente com riquezas incalculáveis, é a sua única mistura cultural, rico e variado", acrecentou. Referindo-se aos principais eventos no continente, Sra Benyaich recordou a realização da 28ª Cimeira dia de Chefes de Estado da União Africana, em Addis Abeba, marcada pelo regresso histórico de Marrocos, um dos principais fundadores da organização da União Africana , na grande família institucional pan-Africana. "Este retorno, como apontado por Sua Majestade o Rei Mohammed VI nesta ocasião, é feito num único objetivo: o fortalecimento da unidade e solidariedade africana, fiel á memória dos país fundadores," refiriu a Embaixadora. O Embaixador de Sua Majestade o Rei também reiterou o firme compromisso e determinação do Grupo de Embaixadores africanos para trabalhar para o fortalecimento das relações de cooperação e de promoção das relações económicas entre os países africanos e Portugal. Por sua parte, o Ministro Português, Sr. Augusto Santos Silva, pediu uma maior cooperação entre europeus e o continente africano, a fim de resolver problemas como a crise migratória. Também enfatizou a necessidade da Europa ser "mais conscientes da importância da parceria com África", observando que "esta consciência de que a África é um parceiro fundamental do ponto de vista econômico, político, estratégico e de segurança, é agora muito mais clara na Europa ". Portugal, acrecentou o Sr. Ministro, "acredita que sua responsabilidade como uma ponte entre África e Europa", é trabalhar para uma maior proximidade entre os dois continentes. Augustto Santos Silva também elogiou a dinâmica de integração regional que a África vive, nos últimos anos, acolhendo o retorno do Reino de Marrocos dentro da UA e o importante papel que assume neste processo de integração. A celebração do Dia de África em Lisboa foi marcada por uma exposição de produtos de artesanato dos diferentes países africanos que participaram neste evento e a degustação de pratos que refletem a riqueza culinaria de cada país Africano. Grupos musicais africanos animaram a celebração.