O Governo é constituído pelo Primeiro-Ministro e pelos Ministros, e é responsável perante o Rei e o Parlamento.
    Após a nomeação dos membros do Gabinete do Rei, o Primeiro-Ministro desloca-se às duas câmaras, para apresentar o programa de Governo.
    Este programa deve indicar claramente as acções que o Governo se propõe a realizar em diversos sectores da actividade nacional, especialmente nas áreas relevantes como os assuntos económicos, sociais, culturais e de relações estrangeiras. Este programa é tema de debate em cada uma das duas Câmaras. Na Câmara dos Representantes é seguido por um voto, tal como previsto nos parágrafos segundo e terceiro do artigo 75º, e com efeito no último parágrafo deste artigo (Art. 60º).
    Sob a responsabilidade do primeiro-ministro, o Governo assegura a aplicação de leis e recursos administrativos. (Art.61º)
     Marrocos encontra-se numa encruzilhada da sua história onde grandes alterações se verificam a um ritmo acelerado desde o início do século XX. Com uma civilização e cultura muito ricas, o país tem sido fonte de muitas mudanças. Nos últimos anos, o país viu uma dupla transição política, marcada pelo aparecimento da oposição histórica ao poder, em Março de 1998, e pela sucessão dinástica que levou o rei Mohammed VI ao trono em 1999.
    O Governo de Sua Majestade Mohammed VI, nomeado em Outubro de 2002, é o 28º Gabinete desde 28 Dezembro de 1955, quando a formação do primeiro executivo de Marrocos independente, sob a presidência de Ben M'Barek Bekkay Lahbil, foi confirmada.

    29 de novembro, Abdelillah Benkirane, foi nomeado Primeiro-Ministro e nomeado por Sua Majestade o Rei Mohammed VI para formar governo.

    Para saber mais:

    Portal do governo