Num discurso à nação, Sua Majestade o Rei Mohammed VI lançou um vasto projecto para a regionalização avançada, e foi estabelecido um Comité Consultivo para analisar e promover esta nova dinâmica. O monarca marroquino já tinha abordado esta iniciativa, no seu discurso no dia do Trono, em Julho de 2009. Na altura, foi frisado que a regionalização avançada constituía um importante ponto de viragem nos modos de governação territorial. Este novo modelo, segundo o soberano, deve ser desenvolvido com base no compromisso "da sacralidade da nação", da sua unidade, do estado e do seu território. Esta regionalização não deve ser reduzida a uma simples redistribuição de poderes. "Este projecto deve levar à criação de regiões totalmente viáveis e estáveis”. Sua Majestade o Rei Mohamed VI declarou que as províncias do Sul serão as primeiras beneficiárias desta proposta. Marrocos, e todos os estados soberanos, não se podem contentar com o status quo, enquanto "os adversários da integridade territorial se esforçam para dificultar o processo da ONU em encontrar uma solução para o conflito do Sahara”. A comissão consultiva criada pelo rei é composta por vinte membros. É presidida pelo ex-Ministro da Justiça e ex-Embaixador de Marrocos em Espanha, Omar Azziman.

     

    Para saber mais:


    Relatório sobre a regionalização avançada apresentado ao Rei

    Texto integral do discurso de Sua Majestade o Rei Mohammed VI sobre a regionalização

    Estudo sobre o potencial económico da regionalização