Marrocos tem vivido, desde a ascensão de Sua Majestade o Rei Mohammed VI ao trono – em Julho de 1999 –, um avanço qualitativo fundamental na consolidação de conquistas democráticas, enraizando desta forma o conceito de Estado de Direito, aumentando o espaço de liberdades e garantias. Um conjunto de iniciativas que têm vindo a traduzir este impulso para a defesa e protecção dos direitos humanos, bem como a difusão de toda a cultura que lhe é inerente para promover uma cidadania activa, consciente dos imperativos da emancipação social e do desenvolvimento humano sustentável e integrado. Para a concretização destes objectivos estratégicos foram lançadas reformas em todas as direcções, envolvendo áreas como as instituições, a legislação ou o tecido socioeconómico